Image default
Cinema e TV Críticas

Uma aventura No Coração do Mar

Moby Dick é uma das histórias mais influentes da literatura. A trama de obsessão e vingança concebida por Herman Melville inspirou milhares de obras, desde episódios de desenhos animados e quadrinhos, até videogames de sucesso, como o Metal Gear Solid V: The Phantom Pain.

O que nem todos sabem é que o próprio Melville tirou inspiração de uma narrativa real para conceber o mundo de Ahab e sua tripulação.

Trata-se do naufrágio do baleeiro Essex em 1820, uma trágica história sobre homens do mar levados até o limite da sobrevivência após serem atacados pelo animal que caçavam. Liderados pelo primeiro imeadiato Owen e pelo capitão Pollard, a tripulação parte em busca do valioso óleo de baleia, mas é implacavelmente destroçada por uma cachalote.

Em um trabalho de pesquisa primoroso, o autor e historiador Nathaniel Philbrick apura todos os detalhes da tragédia em uma riqueza de detalhes sem precedentes. O livro No Coração do Mar (publicado em 2000 pela editora Companhia das Letras) pinta, a partir dos relatos dos sobreviventes, um retrato extremamente convincente da vida em Nantucket e em alto mar.

É este material que serve de base para que o oscarizado diretor Ron Howard no filme homônimo. Na versão para a telona (já disponível em DVD e Blu-Ray pela WB), a história é sintetizada em uma conversa entre Herman Melville e Thomas Nickerson, o mais jovem tripulante do Essex, que vive acompanhado por sua mulher e seus demônios do passado.

Da conversa entre escritor e sobrevivente somos levados ao passado para testemunhar a rivalidade entre Owen e Pollard, e como seu choque de ideias colocava em risco a tripulação.

Enquanto os livros de Nathaniel e Melville dão bastante atenção às mecânicas do navio, fundamentos da navegação e descrição de cada mínimo detalhe, o filme, apesar de jamais negligenciar estes elementos, ganha um ritmo mais ágil, valorizando ao máximo a aventura.

Dirigido magistralmente e com dezenas de tomadas capazes de tirar o fôlego (ou mesmo revirar o estômago, como quando Thomas é obrigado a entrar no cadáver de uma baleia para coletar seu óleo), o filme tem aquele delicioso ar de aventura saída diretamente dos anos 1990 e 2000, como Mar em Fúria e Mestre dos Mares.

O olhar de quem saiu para navegar e sabe que deixou a tia May sozinha em casa com Tony Stark

Para nossos leitores mais nerds, há ainda um atrativo e tanto no excelente casting: ora, onde mais você encontra Thor (Chris Hemsworth, como Owen Chase), Homem-Aranha (Tom Holland, o jovem Thomas Nickerson) Espantalho (Cillian Murphy, Matthew Joy) e o Tio Benjen (Joseph Mawle, Benjamin Lawrence ) dividindo a mesma embarcação? Até a Catelyn Stark (Michelle Fairley, sra. Nickerson) dá as caras!

Brincadeiras à parte, este é apenas mais um entre dezenas de motivos que tornam No Coração do Mar uma aventura edificante e inesquecível.

Seja você um fã da obra de Herman Melville, um curioso disposto a conhecer mais sobre uma interessante história real de sobrevivência, ou mesmo um entusiasta do cinema de aventura, No Coração do Mar é uma obra que merece ser desbravada.

Related posts

Liga da Justiça mostra seus heróis em vídeo promocional

Thomas Schulze

Versão de Come Together da Liga da Justiça ganha clipe

Thomas Schulze

Superman | Henry Cavill posta vídeo treinando na academia

Thomas Schulze