Image default
Críticas Games

Sonic CD, direto do túnel do tempo…

E agora para algo completamente diferente… a coluna desta semana traz para você, estimado leitor, um pequeno experimento: “o que aconteceria se o Thomas fizesse uma análise de um de seus jogos favoritos de todos os tempos na época em que ele foi lançado?”

Bom, seria algo parecido com isso:

https://www.youtube.com/watch?v=FGK8IC-bGnU

“Se você for forte você pode voar e alcançar o outro lado do arco-íris / Está tudo bem, se arrisque, porque não há nada que você não possa superar quando usa sua mente.”

Enquanto a incrível abertura de Sonic CD arrebenta as caixas de som dos nossos televisores em uma animação animal de dar inveja nos melhores desenhos da Xuxa e Sérgio Mallandro, fica difícil não pensar que o pessoal da SEGA já superou todos os limites.

Mais que uma das maiores estrelas dos videogames, hoje Sonic já é um embaixador das novas tecnologias, um porta-voz do futuro nos apresentando à uma nova realidade em pleno 1993.

Não é por acaso que as sequências animadas de abertura e encerramento do game ficaram tão legais. Elas foram produzidas pela Toei Animation, o mesmo estúdio de Dragon Ball e Sailor Moon!

Ao abusar da capacidade de armazenamento dos jogos em disco e do monstruoso poder de processamento do SEGA CD, a Sonic Team criou um dos jogos mais irados de todos os tempos!

E olha que estamos sendo bem literais, já que o ouriço velocista, no melhor estilo Marty McFly, agora consegue viajar para o futuro e até para o passado em sua incessante luta contra o maléfico Dr. Robotnik! Great Scott!

 

Uma breve história do tempo

Mais uma vez, o cientista maluco transformou os bichinhos do reino em maléficos robôs, agora trabalhando à serviço do gorducho para trazer destruição ao planeta.

Assim, além de pilhar anéis, é preciso ir e voltar pelos cenários em busca de máquinas do mal, para só então passar das fases com a garantia de ter construído um bom futuro.

Ainda bem que, nessa jornada, o nosso ligeiro amigo conta com novos movimentos extremamente atléticos, perfeitos para dar um fim a essa confusão toda.

Segurando o direcional para cima ao mesmo tempo em que se aperta o botão de pulo, Sonic prepara uma largada super veloz, até acelerar com tudo! É quase como um spin dash, só que muito mais legal – e mais rápido que o Ayrton Senna!

25043SCD6
“No futuro, o passado já aconteceu”

Tão rápido que, num momento de dar orgulho às teorias quânticas de Albert Einstein, o ouriço consegue alcançar a velocidade da luz e viajar pelo tempo ao correr pelas placas com sinais de Past e Future, que levam, respectivamente, ao passado e futuro.

Ou seja, são pelo menos três formas distintas de ver um mesmo nível, todas com suas próprias músicas e desafios! Isso que é aumentar o fator replay, hein? Assim nem dá para sentir falta do Tails, que deve ter tirado umas ferias depois de ralar tanto em Sonic the Hedgehog 2…

Ah é, se você conseguir destruir a máquina de transformação escondida no passado, ainda consegue ver os reflexos de suas ações ao visitar um futuro bem mais ensolarado e feliz, garantindo ainda mais variedade!

Admirável Mundo Novo

Outra novidade de arrepiar os espinhos do Sonic são as incríveis fases bônus, cenários totalmente tridimensionais em que acompanhamos nosso herói por uma nova perspectiva!

Seguindo o ouriço pelas costas, é preciso correr por cenários que mais parecem uma evolução do chip mode 7, do Super Nintendo, para quebrar todas as naves e obter a merecida esmeralda do caos. Tudo, claro, com um limite de tempo angustiante.

sonic-cd-usa

Falando em adrenalina, a equipe do diretor Naoto Ohshima estava mesmo inspirada quando desenhou os novos oponentes da aventura. Tem desde vagalumes enfezados até besouros dispostos a arremessar lâminas no mascote da SEGA.

Mas nada se compara ao temível Metal Sonic, que protagoniza um dos momentos mais intensos do jogo: um racha à toda velocidade na fase Stardust Speedway! Então é preciso ser muito fera e ter e dedo rápido no gatilho para debulhar essa lata velha!

Ah é, entre os novos rostos também sobrou espaço para o Sonic arrumar uma namoradinha, a simpática Amy Rose, que não desgruda do pé do ouriço. Ah, garoto!

Sonic_CD_Gameplay

Com tantos elementos divertidos, não há dúvidas de que Sonic chega ao mundo dos CDs em grande forma, estrelando um dos melhores e mais inovadores jogos de todos os tempos.

Mais difícil do que largar o controle, só mesmo tirar da cabeça a música Sonic Boom. Alguém tem dúvidas de que vamos sempre associar esse nome à grandes jogos?

Related posts

Como Relatos Selvagens me fez apreciar o cinema estrangeiro

Thomas Schulze

Yakuza | Jogo antigos da franquia serão lançados no PS4

Luciana Anselmo

Os Incríveis 2 | Uma sequência incrível, mas não tão emocionante

Hugo H. Pereira