Image default
Críticas Games

NBA 2K19 renova (um pouquinho) a franquia de basquete da 2K Sports

Depois do bastante criticadoainda que bastante divertido — jogo anterior, NBA 2k19 chegou às lojas em setembro com a missão de renovar e elevar novamente o patamar da franquia com melhorias e adições aparentemente baseadas no feedback recebido após o lançamento da versão do jogo lançada em 2018.


Veja também:


Com versões para Xbox One, PlayStation 4, PC e Nintendo Switch, NBA 2k19 se esforça para corrigir alguns erros do passado e entregar uma experiência de simulação de jogos da NBA, a famosa liga nacional de basquete norte-americana, muito mais sólida e polida.

Se você se interessa por jogos de esportes, mais especificamente por simuladores de basquete, muito provavelmente percebeu que a 2K Sports focou bastante a publicidade de NBA 2K19 no MyCarreer, o modo carreira do jogo.

A empresa investiu pesado no que pode ser considerado o “modo história” ou até mesmo “campanha principal” do game, trazendo nomes de peso como Anthony Mackie (o Falcão, de Vingadores: Guerra Infinita), Haley Joel Osment (o garotinho de O Sexto Sentido hoje mais conhecido como a voz de Sora, de Kingdom Hearts) e Ricky Whittle (o protagonista Shadow Moon de Deuses Americanos/American Gods) interpretando personagens que interagem e influenciam a carreira de A.I., o personagem principal controlado pelos jogadores no modo carreira.

Este modo de jogo tem duração de cerca de cinco horas e, diferente do que foi entregue no game de 2018, traz uma história bastante interessante sobre um rapaz (A.I.) que sonhava em jogar na NBA mas não conseguiu ser escolhido para nenhum time. O jovem acaba indo parar na China, onde jogou por um tempo até ser abordado por um olheiro (o personagem de Anthony Mackie) e, então, entrar em uma jornada de volta aos Estados Unidos rumo à NBA.

Pessoalmente achei a trama do MyCarreer de NBA 2K19 muito mais interessante e bem elaborada do que a de NBA 2K18, que tinha história um tanto chata e personagens rasos e irritantes. A versão de 2019 do game da franquia da 2K Sports nos apresenta a personagens carismáticos, aliados e antagonistas que parecem pessoas reais, com motivações críveis.

NBA 2K19 nos permite criar um personagem do zero, escolhendo desde características físicas (como cor e formato dos olhos, cor de pele, tamanho e corte de cabelo) e, é claro, os atributos do personagem nas quadras. Por falar em quadras, NBA 2K19 nos apresenta uma nova vizinhança (Neighborhood), muito mais fácil de navegar com tudo concentrado em um imenso quadrado. As lojas e demais pontos de interesse (como ginásios de treinamento e barbearia, entre outros) no entorno da vizinhança, enquanto as quadras para partidas de rua agora estão bem no centro do local.

Embora boa parte da publicidade do jogo tenha sido focado no (provavelmente caro) modo carreira, NBA 2K19 brilha também em outros modos de jogo. Para ser mais preciso, o que não falta em NBA 2K19 são diferentes modos de jogo. Temos desde o tradicional “Play Now”, no qual você escolhe um time e o adversário para uma partida única; o NBA Today, que permite aos jogadores simularem partidas reais que estejam rolando na NBA; o MyLeague, no qual o jogador segue um período de 80 anos jogando e gerenciando seu time; e muito mais; além do MyTeam, o mais apagado dos modos de jogo que depende demais de VCs.

Algo bastante criticado no jogo de 2018, as microtransações infelizmente estão de volta em NBA 2K19. Tudo no jogo gira em torno dos VCs, a moeda virtual (Virtual Currency) do game. Então você vai precisar de VCs para todo o tipo de ações, desde comprar novas roupas para ostentar nas partidas do Pro-Am com seus amigos até aprimorar seu personagem, aumentando seus atributos. Sim, em NBA 2K19 você ainda depende de VCs para melhorar o desempenho do seu personagem nas quadras.

Embora a prática de microtransações nos jogos seja mais do que questionável, principalmente nos níveis praticados pela 2K, a boa notícia é que NBA 2K19 oferece uma porção de diferentes formas de conseguir as cobiçadas moedinhas virtuais. Além do dinheiro virtual recebido ao jogar partidas de basquete, é possível ainda ganhar VCs em eventos in-game, como apostas em resultados de jogos reais da NBA; rodas da fortuna; torneios contra outros jogadores em diferentes modos de jogo e, ainda, usando o aplicativo acompanhante MyNBA, que recompensa jogadores com até 500 VCs diariamente. Além disso, dá pra usar dinheiro real para adquirir VCs, mas aí vai da saúde financeira de cada um.

Então é preciso reforçar que, embora o jogo ainda gire em torno de microtransações, é um pouco mais fácil conseguir VCs para executar ações em NBA 2K19 do que era no título anterior, o que por si só já é um avanço em tanto na direção certa.

Outras mudanças significativas estão na qualidade gráfica do jogo, que agora traz visual mais detalhado, além dos diversos probleminhas vistos no game anterior, como bugs e desbalanceamentos, que agora estão resolvidos ou ao menos são muito menos gritantes.

Porém, o jogo ainda parece muitas vezes focar simplesmente em jogadores já familiarizados com as mecânicas da série NBA 2K, oferecendo pouco auxílio e instruções para jogadores novatos. Isto pode ser solucionado no tutorial do jogo, mas não resolve o problema de NBA 2K19 ser um jogo que pune demais os jogadores, o que muitas vezes tira bastante o entusiasmo de tirar uma noite para jogar algumas partidas de basquete virtual.

No modo MyCarreer, por exemplo, enquanto acertos (como cestas de dois ou três pontos e passes certeiros) rendem um ligeiro aumento na barra de desempenho do jogo, errar um passe, permitir ao adversário marcar quebrar a sua defesa ou não acertar uma cesta muitas vezes diminuem demais o total da barra de desempenho de maneira completamente desproporcional.

Posso dizer que não sou nenhum novato em NBA 2K e mesmo assim muitas vezes me peguei caindo de desempenho A para C+ ou até mesmo D+ por conta de algumas sequências de erros bobos, embora no geral tenha claramente jogado uma boa partida. Em algumas ocasiões a vontade era de desligar o videogame ou só fechar o game e jogar outra coisa. Esse desbalanceamento na contagem de desempenho acaba impactando negativamente na promissora nova funcionalidade, o Takeover.

Esta nova adição contabiliza o desempenho do jogador na quadra, aumentando a barrinha de Takeover de acordo com o sintonia do time. Quando boas jogadas são efetuadas, a barrinha de Takeover aumenta, e se preenchida completamente concede ao jogador um bônus em todos os atributos, permitindo “controlar a quadra” com mais facilidade.

O boost nos atributos tem duração limitada, mas se ativado, mesmo que por um curto espaço de tempo, pode ser a chave para vencer a partida. Mas assim como na barra de desempenho, a barra pode cair drasticamente se o jogador cometer muitos erros na partida. Então não espere preencher completamente a barra de Takeover com muita frequência.

Parte do “problema” da perda de pontos de desempenho nas partidas pode se dar por conta da melhoria da defesa em NBA 2K19. Se você jogou o game de 2018 e este novo de 2019, vai perceber que que a defesa dos times parece mais reforçada, com jogadores não raramente tomando a bola durante dribles ou defendendo a cesta quando os pontos já pareciam garantidos.

Esta melhoria da defesa torna os jogos um pouco mais realistas e adiciona uma camada extra de desafio a cada partida, mas também pode ser um ponto negativo para jogadores novatos. Algo que também pode ser um ponto bastante negativo pra muita gente é a falta de dublagem ou até mesmo apenas as legendas em português, o que tem potencial para afastar jogadores que não estão habituados com a língua inglesa. Some isso ao fato de os menus serem bastante complexos, cheios de linguagem técnica, e pronto: você dificulta a vida de uma porção de potenciais jogadores.

NBA 2K19 continua mostrando que a 2K Sports vem se esforçando cada vez mais para entregar não apenas um jogo de basquete, mas uma experiência de simulação de jogos da NBA. Não apenas pelos modos de jogo, times e seus respectivos elencos, mas também pela praticamente perfeita narração, caracterização dos jogadores e os tradicionais pre-shows, os “programas” que rolam durante alguns loadings com comentários pertinentes, informativos e muitas vezes bastante divertidos.

No geral, NBA 2K19 é uma melhoria gritante para os jogos da franquia de basquete na 2K Sports. Não é um jogo perfeito e ainda depende fortemente de microtransações, mas as novidades e correções em relação ao título anterior mostram que a 2K pode estar no caminho certo para entregar a melhor experiência de NBA para videogames.

[rwp-review id=”0″]

Related posts

Friday the 13th ganhará novo modo gratuito

Luciana Anselmo

Guacamelee 2 | Versão de PC é confirmada

Luciana Anselmo

Fortnite Battle Royale | Veja o que mudou com o Patch 6.01

Rodrigo Estevam