Image default
Últimas Notícias

D4: Dark Dreams Don’t Die terá diferenças comparado à versão original para o Xbox One

A versão para PC de D4: Dark Dreams Don’t Die, anunciada nesta semana, terá algumas diferenças comparada à versão original, lançada exclusivamente para o Xbox One. A Access Games divulgou quais serão essas mudanças hoje pela manhã.

  • Os controles básicos usando o Kinect foram removidos, tornando o jogo inteiramente jogável com o mouse
  • Todas as DLCs do Xbox One já estarão incluídas na nova versão
  • A interface do usuário foi reformulada por conta das mudanças
  • Opções foram adicionadas ao menu
  • Se as recomendações de hardware forem seguidas, será possível alcançar os 60 fps no jogo
  • Conteúdo específico para o console foi removido
  • Bugs foram consertados

 

 

d4-playreplay

A empresa também divulgou os requerimentos mínimos e recomendados para jogar D4 no PC:

Requerimentos mínimos

  • Sistema operacional Windows 7 ou 8 (64 bits)
  • Processador Intel Core 2 Quad Q9550 de 2,83GHz ou AMD ou equivalente
  • Memória RAM de 6 GB
  • Placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 470 ou AMD Radeon HD 6870 (VRAM de 1 GB)
  • Suporte à tela de resolução 1920×1080
  • Espaço disponível de 10 GB no HD
  • Compatibilidade com DirectX 11
  • Compatibilidade com controle do Xbox usando XInput e teclado e mouse

 

Requerimentos recomendados

  • Sistema operacional Windows 7 ou 8 (64 bits)
  • Processador Intel Core i7 4770K de 3,5 GHz ou AMD ou equivalente
  • Memória RAM de 8 GB
  • Placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 670 ou AMD Radeon HD 7850 (VRAM de 2 GB)
  • Suporte à tela de resolução 1920×1080
  • Espaço disponível de 20 GB no HD
  • Compatibilidade com DirectX 11
  • Compatibilidade com controle do Xbox usando XInput e teclado e mouse

 

O jogo ainda não tem data de lançamento.

Fonte: Siliconera

Related posts

RePlay #009: As principais notícias da semana no PlayReplay

Eidy Tasaka

Two Point Hospital | Data de lançamento é revelada

Luciana Anselmo

1 milhão de jogadores foram banidos de PUBG em janeiro

Luciana Anselmo