Image default
Cinema Críticas

Corra! (para ver um dos filmes mais legais do ano)

Não é segredo que o Oscar vive esnobando o gênero terror, então a indicação de Corra! aos prêmios de melhor filme e diretor fica ainda mais impressionante quando pesamos o lamentável histórico da Academia. Não que o filme de Jordan Peele precise de qualquer estatueta para se validar como uma das obras mais interessantes do ano, claro.


Veja também:


Corra! é a prova de que, a despeito das excessivas fórmulas que norteiam a esmagadora maioria dos lançamentos cinematográficos atuais, ainda é possível se destacar e fazer uma grande obra com baixo orçamento, apostando apenas em uma ideia criativa, elenco afiado, e muito apuro técnico.

O humor negro de Corra! é, com o perdão do trocadilho, realmente literal. Ora, o que poderia ser mais assustador e tragicômico para o jovem afro-americano Chris (Daniel Kaluuya, em excelente atuação) do que passar um final de semana inteiro em um cantinho isolado do mundo, fazendo social com a família toda branca de sua namorada?

Conhecer os pais de uma namorada é sempre um dia meio tenso ao natural, mas o terror de Chris chega a outros níveis quando ele descobre que sua amada Rose (Allison Williams, também impecável) fez o favor de “esquecer” de mencionar aos pais  que seu namorado não era branco.

Em uma mistura de preocupação genuína e pura paranóia, Chris serve de gatilho para que o roteiro esperto trate sobre as mais diversas facetas do racismo tanto nos Estados Unidos como no resto do mundo. É difícil ver cenas como a família branca repleta de empregados negros se esforçando para dizer que não é racista sem botar a mão na própria consciência, por exemplo.

Sem a necessidade de ficar preso a clichês, Corra! flerta com diversos gêneros ao longo de sua metragem. Há muito humor, mas você também vai rir de nervoso com o excelente suspense que se constrói aos poucos, até a virada final. Ela é um tanto previsível, mas, até aí, não se trata de um filme que depende de uma reviravolta final para funcionar.

Corra! é mais sobre a jornada do que sobre o destino, especialmente porque seu argumento é construído com a mesma eficiência em cada ato do filme. Praticamente todas as suas cenas têm algo relevante a dizer e, mesmo que você queira desligar seu cérebro, ainda assim vai conseguir se divertir bastante com um bom filminho de terror.

[rwp-review id=”0″]

Related posts

Oscar 2018 | Conheça todos os vencedores da grande noite do cinema

Thomas Schulze

Os melhores e piores filmes do Oscar 2018

Thomas Schulze

Globo de Ouro 2018 | Conheça todos os indicados

Thomas Schulze