Image default
Especial Últimos Destaques

Brasil Game Show 2014: Nossas impressões sobre o evento

Foi o primeiro evento oficial que o PlayReplay teve a oportunidade de cobrir in loco e isso, por si só, já tem seu peso. Já estive em outras edições do Brasil Game Show, mas credenciado por outros portais ou até mesmo por minha conta. Tenho que dizer que a sensação foi, no mínimo, diferente. E não há nada de mau nisso.

Moro no Rio de Janeiro, capital, e por obra do destino, passei calor em São Paulo. Uma tentativa gentil de hospitalidade na Terra da Garoa ou puramente ironia do destino? Tanto faz, tanto fez. Nada me impediria de acompanhar de perto aquele que se mostra, hoje, o maior evento de games no Brasil. Mochila nas costas, credencial na mochila e lá fui eu, devidamente uniformizado (de laranja) para o evento. Algumas garrafas d’água, uma repassada no planejamento, um verdadeiro plano de guerra para aproveitar o melhor de tudo e pronto: partiu BGS!

bgs-1-playreplay

Toda essa loucura aconteceu no Expo Center Norte, pavilhão de exposições próximo do terminal rodoviário do Tietê, na Grande São Paulo. Com espaço suficiente para abrigar estandes de gigantes e pequeninos, o Brasil Game Show foi um prato bem cheio pra quem curte estar por dentro do mágico mundo dos games. Salvo pelo movimento monstruoso do sábado, dia 11, sobrou espaço para todos se movimentarem bastante entre as atrações da feira, mesmo que as filas em geral desencorajassem os fracos de espírito, chegando a mais de uma hora de espera para poucos minutos com o controle nas mãos. Vida dura!

bgs-2-playreplay

Nossa equipe marcou presença desde o primeiro momento, no dia liberado apenas para profissionais da imprensa. Testamos diversos títulos, vivenciamos novas experiências e rolou muito hype, principalmente na hora de conferir games como Assassin’s Creed Unity, Mortal Kombat X, Resident Evil: Revelations 2, The Evil Within ou The Order 1886. Fomos do horror absoluto de Bloodborne ao requebrado de Just Dance 2015 em um segundo, então não faltou trabalho para o nosso time. Não deixe de conferir todos os Hands-On postados na última semana, principalmente se tiver interesse em comprar algum dos games que pudemos pilotar.

bgs-3-playreplay

Visitamos os estandes da Ubisoft, Konami, Microsoft, Sony e outros mais, em uma profusão de luzes e sons por todos os lados, hipnotizados por toda a sorte de games que tanto aguardamos com ansiedade. Sentimos falta, mais uma vez, da Nintendo. Esperamos vê-la novamente em um evento em solo tupiniquim. Olhai por nós, Iwata-san!

No geral, o saldo é positivo. Games, novidades, atrações (internacionais, inclusive) e um bom ambiente marcaram o tom. Ainda nos falta algum glamour, algo que sobra em eventos como a E3 ou a Tokyo Game Show. A comparação é exagerada? Talvez, mas temos certeza de que a equipe envolvida não deve pensar pequeno. Quem sabe em um futuro próximo, já que o nosso mercado só cresce?

bgs-4-playreplay

A equipe PlayReplay, devastada pela maratona, saiu satisfeita dos cinco dias de evento. Já era de nosso conhecimento que jogar mesmo, só até a sexta-feira. Mesmo assim demos as caras nos dias restantes, muito mais pela atmosfera e pelas atrações. Uma coisa é certa: mal podemos esperar pelo ano que vem!

Related posts

Trilha sonora de Fifa 18 é divulgada

Luciana Anselmo

Opinião: O dia em que a Epic Games matou Fortnite Salve o Mundo

Rodrigo Estevam

God of War tem data de lançamento anunciada

Luciana Anselmo