Image default
Entretenimento Quadrinhos Últimos Destaques

Cinco quadrinhos essenciais do Batman

Batman é um dos principais heróis dos quadrinhos, e um dos nomes mais fortes da DC. Desde que foi criado por Bob Kane em 1939, o personagem passou por diversas mudanças de tom, personalidade e visual, colecionando grandes histórias pelo caminho. Aproveitando a estreia de Liga da Justiça, separamos cinco quadrinhos modernos do homem-morcego que não podem faltar da gibiteca dos fãs.

Veja também:

O Longo Dia Das Bruxas

O longo dia das bruxas é um longo (ahn, ahn) arco sobre um assassino serial que decide cometer os seus crimes durante os feriados espalhados por todo o ano. A trama funciona como um caso de mistério, já que a identidade do matador é um enigma, mas também como um relato cativante do começo da carreira do Batman, meio na linha do Ano Um.

Torre de Babel

Muito se fala sobre o Batman ser o maior detetive do mundo, e uma das pessoas mais inteligentes e astutas do planeta. Nesta história de Mark Waid, vemos um interessante choque de ética e moral quando o morcegão trabalha em planos de contingência para o caso de precisar derrotar todos seus aliados da LJA em algum momento, o que traz sérios debates quando a verdade vem à tona.

Silêncio

Batman tem uma das melhores e mais imponentes galerias de vilões dos quadrinhos, e esta saga faz um excelente uso de seus principais rivais. A arte de Jim Lee é fora de série, e ajuda a dar ainda mais intensidade às inúmeras excelentes cenas de ação. Quando a identidade do novo vilão Silêncio é revelada no ato final, fica claro o cuidado para encaixar as peças do tabuleiro ao longo de toda a extensa trama.

O Cavaleiro das Trevas

É impossível falar em Batman sem tocar no nome Frank Miller e em suas séries sobre o Cavaleiro das Trevas. Além de servirem de base para os filmes de Christopher Nolan, os quadrinhos trouxeram uma visão realista, sombria e cinzenta até então sem precedentes, ao mesmo tempo em que brindava o leitor com momentos épicos, como a luta entre Batman e Superman em Dark Knight Returns. Tanto a arte como a narrativa de Miller são dignas de todos os prêmios e elogios possíveis.

A Piada Mortal

Além de ter escrito o que muitos consideram (com justiça) a melhor história em quadrinhos de todos os tempos em Watchmen, Alan Moore também deixou sua marca ao trabalhar em uma novel curtinha, porém absolutamente genial, do Batman. Seu relacionamento doentio com o Coringa jamais foi tão perfeitamente trabalhado, e toda a violência chocante e até polêmica é usada apenas com o fim de contar uma grande história, com uma conclusão embasbacante e definidora de personagens. Uma verdadeira aula de roteiro.

Related posts

Sim, Gotham continua no ar. E sim, o ano 4 parece um lixo em novo trailer

Thomas Schulze

Ben Affleck revela sua motivação para interpretar o Batman

Thomas Schulze

Calista Flockhart pode deixar elenco regular de Supergirl

Rodrigo Estevam