Categorias: CríticasGames

Rise of the Tomb Raider leva Lara Croft aos extremos em busca dos segredos da imortalidade

Um ano depois de passar o maior aperto de sua vida em Yamatai, quando seu navio naufragou na perigosa ilha, Lara Croft saiu em uma nova missão. Após perder diversos amigos e presenciar acontecimentos que até então julgava serem impossíveis, a moça agora se dedica aprovar a existência de segredos místicos escondidos à plena vista ao redor do mundo.

Em Rise of the Tomb Raider, sua mais nova aventura, Lara viaja do calor desértico da Síria para o frio extremo da Sibéria para descobrir a verdade sobre a alma imortal antes que sombria organização conhecida como Trindade tome para si os segredos da imortalidade.

Evolução

Tomb Raider, o reboot da série lançado em 2013, nos apresentou uma Lara Croft jovem, inexperiente e bastante inocente, e agora sua sequência chega para nos mostrar sua evolução. Esqueça a jovenzinha amedrontada do primeiro jogo, aqui a senhorita Croft sabe muito bem o que quer, como quer e o que precisa ser feito para alcançar seu objetivo.

Se o novo esquema de jogo do reboot, que em muito lembrava a série Uncharted (que, por sua vez, se inspira bastante nas aventuras clássicas da série da Square Enix), te agradou ao apresentar um mundo aberto cheio de desafios e perigos em uma ilha perdida e repleta de mistérios, jogar Rise of the Tomb Raider com certeza será uma experiência gratificante. O game tem mais mistérios, mais tumbas, mais ação e muito mais espaço para ser explorado.

A começar pelas locações: sai a paisagem florestal da ilha e entram a Síria e a Sibéria. Lara fica frente a frente com a morte em diversas ocasiões, seja durante uma perseguição no deserto ou numa nevasca na Rússia, e se você der mole vai ver moça sofrendo as consequências de maneiras dolorosas e assustadoras.

Em Rise of the Tomb Raider, Lara sabe que existe muito mais no mundo do que a humanidade imagina. Depois de presenciar o inexplicável em Yamatai, a moça resolve seguir os passos do pai e sair em busca da Tumba do Profeta, um local que pode ser a chave para provar a existência da alma imortal. O problema é que a moça não está sozinha nessa missão: em paralelo está a Ordem da Trindade, uma organização inescrupulosa que visa tomar para si o poder da imortalidade. E, para tal, eles estão dispostos a passar por cima de qualquer um… incluindo aí a nossa heroína.

Após uma sequência emocionante no deserto sírio, fica claro que a Trindade está aproveitando o talento da jovem Lara e seguindo seus passos para encontrar a Tumba do Profeta. Konstantin, um dos líderes da organização, logo se apresenta e toma para si o posto de antagonista, deixando evidente é capaz de qualquer coisa para ter para si a imortalidade. A aventura parte então para a Sibéria, onde a Trindade tira informações dos nativos à força, e Lara precisa mais uma vez provar que é capaz de sobreviver em quaisquer condições.

À prova de tudo

Lara está mais confiante do que nunca. Ela sabe como se virar, sabe o que precisa fazer para sobreviver. Mas, para isso é preciso explorar o território e saber utilizar o que o local tem para oferecer. Utilizando seu Instinto de Sobrevivência, Lara pode visualizar no cenário tudo aquilo que pode lhe servir de alguma forma: seja um cogumelo para coletar, um galho para se pendurar ou um pergaminho para ler, tudo o que tiver serventia ganha destaque na tela.

É possível utilizar materiais coletados para criar munição, bandagens para se curar e até mesmo flechas de gás venenoso — que são muito bem-vindas contra grupos de adversários (sejam eles animais ou humanos). Coletar materiais também é importante por conta do sistema de aprimoramento de itens, que permite melhorar a eficiência de suas armas, munições e equipamentos e a carregar mais itens.

Você pode acessar o menu de aprimoramentos nos acampamentos, locais onde Lara pode dar uma parada para descansar e botar os pensamentos no lugar. Também é ali que a jovem pode realizar as viagens rápidas, indo de um acampamento para outro no intervalo de uma tela de carregamento, e também distribuir seus pontos de habilidade.

Posts relacionados

Se no jogo anterior essas habilidades eram um tanto escassas e divididas em dois tipos, aqui a coisa subiu de patamar: existem dezenas de skills para liberar, e elas agora são divididas entre combate (permitindo a Lara se tornar mais resistente a dano ou a eliminar adversários mais rápido), caçada (liberando melhorias de mira e coleta de munição) e sobrevivência (possibilitando a criação de itens e munição mais rápido e em maior quantidade). É possível liberar habilidades que funcionam em conjunto, aumentando ainda mais sua eficiência — então, para tirar maior proveito dessa possibilidade, leia a descrição das skills atentamente antes de gastar seus pontos!

Uma novidade bacana é que é possível criar alguns itens longe do acampamento. Por exemplo, quando Lara estiver encrencada e com pouca vitalidade, é possível criar bandagens e se curar no meio do combate. Também é possível criar flechas a qualquer momento, desde que você tenha os materiais necessários.

Explorando tumbas

A série não se chamaria Tomb Raider se não houvesse tumbas para desbravar, certo? Pois saiba que nesta sequência elas existem aos montes. Desde as mais simples às mais complexas, é possível se aventurar por tumbas repletas de informações e itens até encontrar o tesouro ao final. Vale a pena gastar alguns minutos explorando e resolvendo puzzles esses locais porque muitas vezes os prêmios são de grande ajuda, como novas habilidades ou equipamentos.

Dentre as recompensas ganhas durante suas explorações estão as moedas de ouro, que podem ser utilizadas em uma cabana especial onde um personagem vende itens bastante interessantes. É possível conseguir, por exemplo, um silenciador para sua pistola, uma maquininha para te ajudar a subir tirolesas mais rápido e até mesmo um traje especial!

Outra recompensa legal por explorar é permitir a Lara conhecer novos idiomas. Durante suas andanças você vai encontrar murais que, quando observados, permitem à personagem entender um pouco mais daquela língua e, consequentemente, ser apta a traduzir monólitos que dão valiosas informações.

De cair o queixo

Se o jogo anterior já era lindo (mesmo antes da remasterização para a geração atual), prepare-se para ficar de boca aberta com a beleza de Rise of the Tomb Raider. Tudo é muito detalhado, desde as texturas até o último fio de cabela de Lara — que, graças à evolução da tecnologia, se comporta de maneira mais realista.

A diversão aqui é garantida e você mal vai perceber o tempo passar enquanto explora os ricos cenários, quebra a cabeça com os complexos puzzles das tumbas ou ajuda os nativos em missões paralelas (que, vale apontar, rendem boas recompensas).

Um ponto que fez a diferença no primeiro jogo e retorna nesta sequência é a ótima atuação dos atores no jogo. A bela Camilla Lunddigton empresta seu talento e dá vida novamente à jovem Lara, que tem um elenco de apoio à altura de sua atuação. Se você não é exatamente fluente em inglês, não se preocupe: a produtora fez o dever de casa e localizou completamente o jogo para a nossa língua, então você tem à sua disposição não somente as legendas (com a opção de letras coloridas para diferentes personagens!), mas também a dublagem em português brasileiro.

Com controles responsivos, jogabilidade fluida e sequências de ação de literalmente tirar o fôlego, o game mostra que a Crystal Dynamics sabe a responsabilidade que é lidar com uma personagem como Lara Croft, e que essa equipe é mais do que gabaritada para cuidar de tamanho projeto.

Rise of the Tomb Raider é um título temporariamente exclusivo da Microsoft, e chega às lojas no dia 10 de novembro para Xbox One e Xbox 360. O jogo tem lançamento para PC previsto para o início do ano que vem, enquanto a versão para PlayStation 4 só chega no final de 2016 (provavelmente em uma edição com conteúdo extra e alguns DLCs inclusos).

Rise of the Tomb Raider – Nota: 4,5/5

Produtora: Crystal Dynamics
Plataformas: Xbox One, PC (início de 2016) e PlayStation 4 (final de 2016)
Plataforma utilizada: Xbox One

Rodrigo Estevam

Gosta de cachorros, pizza e pipoca. Já foi fanboy da Nintendo e da Sony, mas hoje joga qualquer coisa. Já colaborou em sites e revistas como GameBlast, Nintendo World, Herói e Portal Pop, mas hoje se dedica exclusivamente ao PlayReplay.

Compartilhar
Publicado por
Rodrigo Estevam

Posts recentes

Novo Chromecast pode virar seu console de jogos retrô favorito

Atualmente é muito difícil encontrar um produto eletrônico sem recursos “smart”: A conexão com a…

1 semana atrás

Cassinos online apostam em novidades tecnológicas para atrair público

Sabemos que a paixão pelos jogos não é algo recente, e que desde os tempos…

2 semanas atrás

PlayStation 5 ganha novos preços após a redução do IPI

A Sony anunciou hoje os novos preços do PlayStation 5 em suas duas versões e…

3 semanas atrás

Com IPI mais baixo, Xbox Series X|S têm preços oficialmente reduzidos

Após redução do IPI ser anunciada pelo governo e publicada no Diário Oficial, Microsoft anuncia…

4 semanas atrás

Fortnite | Encontre todas as Moedas de XP da Temporada 4

Saiba onde encontrar todas as Moedas de XP de todas as semanas da Temporada 4…

4 semanas atrás

Jogos gratuitos da PS Plus em novembro de 2020

Veja quais são os jogos que serão liberados para assinantes da PS Plus em novembro…

4 semanas atrás