Image default
Críticas Games

Análise: Abzû é um mergulho profundo na mente humana

O que aconteceria se Endless Ocean e Journey tivessem um filho? Provavelmente teríamos uma criança muito parecida com Abzô, título desenvolvido pela Giant Squid para PlayStation 4 e PC.

Tal qual os jogos que o inspiram, trata-se de um game do tipo “ame ou odeie” (mas saiba que, ao odiá-lo, estará se privando de uma experiência sublime). Afinal, há pouco gameplay envolvido na equação, o que pode espantar os mais puristas e sedentos por ação.

13882210_10208318821905954_7876308141020775798_n

Sua premissa básica consiste na exploração calma, tranquila e introspectiva dos mares que vemos dançar ao longo dos golfos claros, com seus reflexos prateados e mutantes. O verdadeiro apelo de Abzû reside em entregar-se completamente à jornada e admirar cada canto de suas caprichadas águas.

Apesar da direção de arte não mirar no fotorrealismo, optando por ângulos agudos, cores exageradas e modelos estilizados, é seguro dizer que nunca se viu um mar tão bonito e vibrante em toda a história dos videogames.

Ainda que todo o gameplay consista em segurar um botão para nadar, e apertar outro para interagir (muito raramente) com objetos e personagens, a jornada jamais fica repetitiva, pois cada ambiente possui sua própria atmosfera e história.

13895317_10208318821865953_9076103068842394395_n

Se você é um Jacques Cousteau em potencial, vai gastar muito tempo se divertindo apenas sentado, meditando e observando a fauna marinha interagindo em seu habitat natural.

Como em Journey, o grosso da trama é contado através do contexto. Hieróglifos estampam as paredes e dão dicas mais óbvias, mas os exploradores mais atentos encontrarão respostas (e ainda mais perguntas!) tanto na arquitetura das construções que visita como na idade dos peixes que circulam pelos locais.

13925423_10208318821825952_6763413504862724875_n

Infelizmente, mesmo que você vasculhe tudo com bastante atenção, a campanha não é das mais extensas. Jogada em ritmo casual, é possível completá-la em pouco mais de duas horas. Mesmo uma busca por segredos e colecionáveis não rende muito mais do que seis ou sete horas de jogo ao todo.

Mas não se engane: são horas muito bem aproveitadas e que ficarão marcadas em sua memória por muitos e muitos anos.

13901447_10208318821945955_299692342255229626_n

A trilha sonora de Austin Wintory é um espetáculo à parte. Suas belíssimas orquestrações são tão encantadoras que elevam os momentos-chave do jogo à novas altura. Abzû é arte da melhor qualidade, e uma experiência mais do que recomendada.

Abzû – Nota: 4/5

Produtora: 505 Games
Plataforma: PS4, PC

Related posts

Hands-On: Destiny é ambicioso e promete revitalizar o gênero FPS

Gabriel Vlatkovic

Fortnite Battle Royale | Usuários encontram novas skins e emote em arquivos do jogo [Atualizado]

Rodrigo Estevam

Fortnite | Como completar todos os desafios da Semana 1 da Temporada 4

Rodrigo Estevam