Image default
Games Últimos Destaques

5 momentos bizarros da franquia The Legend of Zelda

The Legend of Zelda é uma das franquias mais importantes do mundo dos games, o que também significa que ela sempre trouxe grandes inovações e serviu de inspiração para outros jogos de seu gênero. É claro que isso tudo não se deve apenas aos personagens carismáticos ou mecânicas bem trabalhadas, já que humor e bizarrices também fazem parte do pacote. Felizmente, as aventuras  de Link sempre foram repletas de momentos estranhos, como você pode relembrar conosco na lista abaixo.

 

5. O ataque dos Cuccos

Pode até não parecer tão bizarro agora que este evento é tão conhecido, mas imagine o quanto o ataque dos Cuccos era estranho quando ainda era novidade. Este momento está presente desde A Link to the Past e acontece sempre que você acerta os Cuccos (as galinhas em Zelda) algumas vezes com sua espada ou outra arma.

Ao fazer isso, você irrita todos os Cuccos, que passam a te atacar até te matar ou até você sair do cenário onde elas se encontram. Hoje em dia, é quase impossível jogar um game da franquia sem sucumbir à tentação de atacar as pobres galinhas só para ver a cena acontecendo.

 

4. Criança apaixonada por um Moblin

Quando você salva as meninas raptadas por Ganondorf em Wind Waker, elas voltam para suas vidas normais em suas respectivas ilhas, mas uma delas não consegue esquecer um de seus sequestradores. No caso, uma criança chamada Maggie se apaixonou por um Moblin que protegia sua cela enquanto ela ainda estava aprisionada em Forsaken Fortress.

Sua missão é entregar uma carta de amor de Maggie para o Moblin chamado Moe, que responde dizendo que gosta tanto dela que poderia comê-la (literalmente). A garota entende isso como uma proposta de casamento e segue plenamente apaixonada pelo monstro. Nada inapropriado, não acham!?

 

3. Great Fairy inapropriada

Ver uma Great Fairy sempre foi uma experiência inesquecível em qualquer jogo da franquia, mas podemos garantir que ficou ainda mais bizarro em Breath of the Wild. Neste jogo, você pode encontrar quatro fadas diferentes, sendo que precisa doar cada vez mais dinheiro para a próxima fada que encontrar. Fora isso, as interações com as fadas também vão escalando de forma estranha.

As três primeiras fadas mandam ou dão beijos em Link, sendo que eles começam inocentes e ficam levemente mais sugestivos na terceira fada. Já a quarta fada simplesmente agarra Link e o arrasta para dentro de sua fonte de água por algum tempo. Não fazemos ideia do que acontece lá dentro e nem queremos imaginar.

 

2. ??? no banheiro

Outro momento clássico da franquia é a estranha mão saindo do vaso sanitário. A primeira aparição aconteceu em no banheiro da pousada de Clock Town em Majora’s Mask, onde mão (chamada apenas de “???”)aparecia de madrugada e suplicava por um pedaço de papel. Você poderia dar diferentes itens feitos de papel que o jogo oferecia, sendo que a mão lhe dava um pedaço de coração em troca.

Depois disso, nosso amigo “???” apareceu de novo em banheiros de Oracles of Ages e em Skyward Sword pedindo por mais papel. O melhor de sua presença em Skyward Sword é que o único papel disponível era uma carta de amor do personagem Cawlin. Se entregasse essa carta à mão, era possível ver seu espírito visitando Cawlin de madrugada para fazer carinho em sua cabeça.

 

1. ReDeads dançando

Majora’s Mask sempre foi o mais estranho da franquia Zelda, afinal, além de ter um clima super pesado, também tinha a morte como um dos temas principais. Talvez seja exatamente por isso que a cena em que encontramos os ReDeads dançando seja tão engraçada e levemente perturbadora.

Os zumbis que conseguem congelar Link de medo com apenas um grito sempre começavam a dançar quando usávamos a Captain’s Hat, Garo’s Mask ou a Gibdo Mask. O melhor de tudo é que era possível rir à vontade da situação, já que os ReDeads estavam tão ocupados dançando que não pensavam em nos atacar.

Related posts

Pokémon Go recebe atualização para melhoria de performance

Thomas Schulze

Principais lançamentos para Switch e 3DS em fevereiro 2018

Thomas Schulze

Versão física de Retro City Rampage DX é anunciado para o Switch

Luciana Anselmo